Header Ads


Paralisação: Agentes de Saúde estão trabalhando sem ser vacinados, sem EPI's e sem Receber o Piso

    Agentes comunitários e de endemias pedem também que sejam fornecidos equipamentos de proteção individual e cobram salário equiparado ao piso nacional da categoria.  —  Foto/Reprodução.

Paralisação: Agentes de Saúde estão trabalhando sem ser vacinados, sem EPI's e sem Receber o Piso
Publicado no Conexão Notícia em 28.abril.2021.  

Agentes de Saúde Os agentes comunitários de Saúde e de combate a endemias de Lauro de Freitas, na região metropolitana de Salvador, iniciaram uma paralisação de 48h e uma manifestação em frente à prefeitura, na manhã de quinta-feira (22). Eles reclamam de pendências salariais e cobram que a categoria seja incluída na próxima etapa de vacinação contra a Covid-19.

Os profissionais afirmam que a prefeitura garantiu em reunião, há cerca de 30 dias, que o piso salarial da categoria seria equiparado ao nacional, e que isso não teria ocorrido. Além disso, eles cobram equipamentos de proteção individual (EPI) e dizem que não foram fornecidos devidamente.

A prefeitura informou que recebeu os profissionais para dialogar sobre a pauta de reivindicações da categoria, e as solicitações foram protocoladas com secretários de Governo, Administração e Chefia de Gabinete.


Ainda segundo o órgão, uma nova reunião será marcada para a próxima semana, desta vez com a presença da prefeita Moema Gramacho.

De acordo com o coordenador Sindicato dos Agentes Comunitários da Bahia (Sindacs), Lázaro Figueiredo, os profissionais precisam estar vacinados para poder visitar as casas das famílias, além de ter a necessidade dos equipamentos básicos de segurança para proteção à saúde das pessoas.


“As questões são a vacinação dos agentes de endemias, fornecimento dos EPIs e a pauta salarial de igualar ao piso nacional. Quem está no campo sabe como são as coisas no dia a dia e é preciso que os profissionais estejam vacinados para poder ir a campo, visitar as famílias”, disse Figueiredo.

Mesmo após a reunião, a categoria segue com a paralisação. Os profissionais retomarão o expediente normal a partir de segunda-feira (26).

Publicando no JASB com informações do G1 Bahia.



Acompanhe as notícias do JASB no WhatsApp ou Telegram 


STF - Advogados afirmam, que os ACS/ACE que já recebem o Piso Nacional, poderão ser prejudicados por erros da AASA-Bahia

    A AASA-Bahia, entidade criada há pouco tempo pelo ACE Ivando Antunes, é apontada como principal responsável por situação que deixa quase 380 mil agentes em alerta, no Brasil.  —  Foto/Reprodução.

O futuro dos Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate às Endemias está nas mãos do Supremo Tribunal Federal (STF), que irá decidir se o Piso Nacional é aplicável aos servidores dos estados, municípios e Distrito Federal ou não.

Como tudo aconteceu
Conforme matéria publicada pelo Jornal dos Agentes de Saúde do Brasil com base em informações de lideranças da categoria de diversos estados, inclusive da Bahia, além de advogados que analisaram o processo e a gravidade do problema, a AASA - Associação dos Agentes de Saúde do Estado da Bahia é a principal responsável pelo ocorrido. 
Segundo as lideranças e os advogados, a AASA-BA não deveria ter conduzido o rito processual pelo caminho que conduziu. Acesse a matéria completa, veja os principais posicionamentos sobre o assunto! Leia a matéria completa, aqui!

Novidades sobre o Curso Técnicos dos ACS/ACE e a Regulamentação dos vínculos pelos municípios.

    A advogada Elane Alves fala sobre as novidades envolvendo os Agentes de Saúde (ACS/ACE).  —  Foto/Reprodução/JASB.

No vídeo a Dra. Elane Alves, ex-assessora da CONACS - Confederação Nacional dos Agentes Comunitários de Saúde, trata sobre a situação atual dessa formação. 
As Novas Atribuições da categoria também são abordadas no vídeo. Há uma diversidade de novidades que vale muito ficar sabendo. Leia a matéria completa, aqui!

Acompanhe as notícias do JASB no WhatsApp ou Telegram

Veja outras formas de doações, aqui!


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.