Header Ads


Filha de pastor envolvida na feitiçaria é liberta após cantar: “Cobre-me, Jesus”

      Após a morte do pai, Sarah Gonzalez se rebelou contra Deus até ser coberta por sua graça.    —  Foto: Reprodução/CBN News.
 
Filha de pastor envolvida na feitiçaria é liberta após cantar: “Cobre-me, Jesus”
Publicado no Conexão Notícia em 05.abril.2022. Atualizado  em  08.maio.2022. 

Grupo no WhatsApp Após a morte do pai, Sarah Gonzalez se rebelou contra Deus até ser resgatada por sua graça.
-
-
Sarah Gonzalez cresceu rodeada pelo amor de seu pai, o pastor Andy Gonzalez. Desde cedo, Andy compartilhou a Palavra de Deus com a filha, ensinando que o poder do nome de Jesus podia lhe proteger.

Meu pai me dizia: 'Sarita, se você vir um demônio, se estiver com medo ou estiver em perigo, diga o nome de Jesus'. E então, naquele momento, aos seis anos de idade, eu era muito próxima dele, a filhinha do papai”, contou Sarah, em entrevista à CBN News.

Logo depois, o pastor Andy faleceu e deixou um vazio imenso no coração infantil da menina. “Estávamos nas Bermudas em férias em família. Estávamos saindo do quarto do hotel, abri a porta do banheiro e vi meu pai vomitando sangue na pia. E então dentro de 48 horas, ele sangrou internamente até a morte”, disse Gonzalez.

Sofrendo com a perda do pai, a menina começou a sentir raiva de Deus pelo o que havia acontecido. “Me lembro de começar a primeira série três semanas depois que ele morreu. E nos meus boletins, os professores diziam: 'Ela apenas olha pela janela'. Eu tirava apenas F e lembro que naquele momento, a raiva começou a inundar meu coração”, relatou.

“Naquele primeiro mês de volta à escola, fui ao banheiro das crianças e amaldiçoei a Deus com cada palavra ruim que conhecia, quase como se dissesse: 'Você fez a pior coisa que poderia fazer comigo. E agora?'", revelou Sarah.

Invocando o nome de Jesus

Na adolescência, a jovem passou a consumir drogas e álcool para anestesiar sua ferida emocional. Aos 26 anos, Gonzalez se envolveu com feitiçaria, adorando divindades astecas. 

Cada vez mais atraída pelo ocultismo, certa noite Sarah teve o primeiro encontro com um espírito maligno. “Eu tomei uma dose de maconha e imediatamente senti um espírito demoníaco. E o demônio começou a lutar comigo para me possuir”, disse ela.
-
-
Neste momento, a jovem se lembrou do ensinamento que recebeu do pai na infância; para invocar o nome de Jesus em situações de perigo. 

“A luta ficou tão ruim que eu realmente tinha uma sensação profunda de que morreria se não chamasse Jesus. E então, finalmente, eu comecei a cantar 'Cobre-me, Jesus', em repetição. E assim que o nome de Jesus saiu da minha boca, o demônio recuou”, afirmou Sarah.

Apesar de ter sido resgatada de uma possessão demoníaca, a jovem continuou rejeitando a Deus. “Acordei e disse a mim mesma: 'Vou fingir que isso nunca aconteceu. Deve ter sido apenas um ataque de pânico’. Mesmo que eu soubesse que aquele era um encontro demoníaco. E então, nos meses seguintes, todos os dias vivi com medo de que acontecesse novamente”, revelou.

O que Sarah mais temia acabou acontecendo tempos depois. “Eu vi um demônio se manifestar. Me lembro que o rosto era como se fosse feito de cera, e começou a derreter, contorcer e torcer. E todo o meu corpo estava tomado pelo tormento”, disse ela.

Salva pela oração da mãe

Na manhã seguinte, a jovem acordou ainda assustada e recebeu uma mensagem de sua mãe, que completaria a obra de Deus em sua vida: “Não sei no que você está envolvida, mas isso não é um jogo. Há libertação no nome de Jesus. O Senhor me acordou no meio da noite para orar fervorosamente por você”.
-
-
Naquela madrugada, o Senhor havia acordado sua mãe em outra cidade para interceder por sua libertação. Sarah foi impactada pelo amor de Deus. “Eu me lembro de ter ficado muito atordoada de como Deus estava me perseguindo mesmo na minha rejeição a Ele”, declarou.

Naquele dia, a jovem recebeu a revelação de que Jesus é Deus, sua Palavra é verdadeira e que estava vivendo em pecado. “Foi como se instantaneamente o Senhor removesse o véu dos meus olhos. Tive a revelação de que minha vida mudaria e eu sairia dessa trevas para a sua luz”, testemunhou Sarah.


A jovem foi liberta, curada emocionalmente da perda do pai e se tornou uma seguidora de Cristo. Hoje, ela é líder de jovens em sua igreja e é grata por ter sido salva por Jesus. 

“Mesmo em minha total rejeição a Ele, Deus abriu meus olhos para ver quem Ele é. Meu pai sempre se apegava a Isaías 54, que diz: 'Seus filhos serão ensinados pelo Senhor, e grande será a paz deles'. E Deus cumpriu isso em minha vida, mesmo quando eu fui para os cantos mais distantes da depravação e rebelião total contra Deus”, celebrou Sarah.

GUIAME, COM INFORMAÇÕES DA CBN NEWS

CN - CONEXÃO NOTÍCIA
O jornalismo do Conexão Notícia precisa de você para continuar marcando ponto na vida das pessoas. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de qualquer valor, você pode fazer a diferença. Veja como doar aqui!


-
-
Mulheres e meninas cristãs na Argélia são mais vulneráveis à perseguição do que os homens

      Líder revela a diferença de hostilidade às cristãs casadas e solteiras.    —  Foto: Reprodução.
 
Liderar uma igreja no norte da África é uma tarefa árdua, assim como em qualquer outro lugar do mundo. Porém, há um desafio maior em discipular cristãos de origem islâmica. Além de serem perseguidos pelas famílias, comunidade e autoridades, os recém-convertidos têm...

-
-
Igreja é vandalizada com pichações ofensivas em PE: “Deus é gay”

      A Assembleia de Deus em Jaboatão dos Guararapes foi alvo de vandalismo.    —  Foto: Portal da Prefeitura.
 
Uma igreja evangélica em Jaboatão dos Guararapes, Pernambuco, foi vandalizada com pichações ofensivas na semana passada, em mais um episódio de intolerância religiosa contra cristãos. Leia a matéria completa, aqui!
-
-
Tecnologia do Blogger.