TV Cultura divulga salários de 5 âncoras do ‘Roda Viva’ - Conexão Notícia

Header Ads


TV Cultura divulga salários de 5 âncoras do ‘Roda Viva’

 Conheça agora alguns salários pagos pela TV Cultura a 5 âncoras.  —  Foto: Reprodução.

TV Cultura divulga salários de 5 âncoras do ‘Roda Viva’
Publicado no Conexão Notícia em 24.maio.2021.  

Brasil | Em 2020, a atual apresentadora do ‘Roda Viva’, Vera Magalhães, foi submetida ao doxing (exposição de dados pessoais). Vários perfis em redes sociais, inclusive de políticos, divulgaram que ela receberia R$ 500 mil de salário da Fundação Padre Anchieta, mantenedora da TV Cultura.

A jornalista virou alvo de um massacre pela da internet por quem considerou a remuneração muito alta. O canal público ligado ao governo do Estado de São Paulo revelou o valor supostamente real – R$ 22 mil por mês – para combater o que classificou como 'mentira' e tentar reduzir a hostilidade contra a apresentadora.

A partir deste fato, o jornalista especializado em transparência pública Luiz Fernando Toledo, que integra a direção da Abraji (Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo), acionou a lei de acesso à informação para que a emissora divulgasse os rendimentos dos últimos 5 âncoras do ‘Roda Viva’, tradicional programa de entrevistas no ar desde 1986.


O canal negou, mas Toledo insistiu na solicitação. No sábado (22), os dados foram liberados. 

TV Cultura muda política de transparência e decide, pela primeira vez, tornar pública a remuneração de apresentadores. A informação era considerada sigilosa por cláusulas contratuais, anunciou o jornalista em seu perfil no Twitter.

Mario Sergio Conti, no comando da atração de 2011 a 2013, e hoje na GloboNews, recebia R$ 56 mil mensais. Augusto Nunes, agora na Record TV e Record News, teve salário de R$ 30 mil entre 2013 e 2015, e de R$ 25 mil de 2015 a 2018.

No ‘Roda Viva’ entre 2018 e 2019, Ricardo Lessa, no momento colaborador do jornal ‘Valor Econômico’, ganhou R$ 20 mil. Mesmo valor pago mensalmente, entre 2019 e 2020, a Daniela Lima, atualmente na CNN Brasil. Vera Magalhães a substituiu em janeiro do ano passado.

Portal Terra.



PF tem evidências que podem confirmar delação de Sérgio Cabral contra Toffoli

 O presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli.  —  Foto: Reprodução.

A Polícia Federal (PF) informou na quinta-feira (20) que possui evidências que podem confirmar a delação do ex-governador Sérgio Cabral contra o ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal (STF). Para corroborar a delação, a PF utilizou e-mails, agendas, anotações e decisões como indícios contra Toffoli. Leia a matéria completa, aqui!




Prefeita de Chicago recusa-se a conceder entrevistas exclusivas a jornalistas brancos

   Lori Lightfoot rejeitou conversas com jornalistas brancos.  —  Foto: Reprodução.

A prefeita de Chicago, Lori Lightfoot, declarou que não concederá entrevistas exclusivas a jornalistas de pele branca. Segundo a democrata, trata-se de um protesto contra a falta de diversidade nos meios de comunicação de Windy City, região que fica às margens do Lago Michigan, em Illinois, nos Estados Unidos. Leia a matéria completa, aqui!


China acusa navio dos EUA de invadir seu território

 O local da invasão teria sido o Mar do Sul.  —  Foto: Reprodução.

Trata-se da mais recente troca de farpas entre EUA e China.

O regime comunista da China afirmou  que um navio de guerra dos Estados Unidos entrou ilegalmente em suas águas territoriais. Leia a matéria completa, aqui!



Dono do China in Box acorda do coma e comemora: “Estou de volta”

   Robinson Shiba comemora: estou de volta.  —  Foto: Reprodução/Instagram.

O empreendedor Robinson Shiba, dono do China in Box, reapareceu 2 anos após um grave acidente de moto que sofreu em 2019, em São Paulo e o deixou em coma.

O anuncio foi feito numa foto postada no Instagram neste fim de semana, onde Robinson Shiba disse: “estou de volta”. Leia a matéria completa, aqui!

Acompanhe as notícias do CN - Conexão Notícia no Facebook


Veja outras formas de doações, aqui!


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.