Header Ads


Novo navio de carga de alta tecnologia da Suécia será o mais alto navio eólico do mundo

   Novo navio de carga de alta tecnologia da Suécia.  —  Foto: Reprodução.

Novo navio de carga de alta tecnologia da Suécia será o mais alto navio eólico do mundo
Publicado no Conexão Notícia em 21.maio.2021.  

Mundo | Cientistas estão entusiasmados com o aumento do impacto global que essa tecnologia oferecerá.

Novo navio de carga de alta tecnologia da Suécia será o mais alto navio eólico do mundo
As enormes velas de metal usam princípios aerodinâmicos semelhantes aos das asas de aeronaves e podem ser retraídas telescopicamente em cerca de 195 pés, permitindo que o navio navegue por baixo de pontes ou resista ao mau tempo (Cortesia de Wallenius Marine)
Por Epoch Times

Os cientistas há muito alertam sobre o impacto ambiental do transporte marítimo para o exterior.

Mas agora, um grupo de pesquisadores suecos projetou um novo tipo de transporte automotivo com o objetivo de reduzir esse impacto. O navio, apelidado de Oceanbird, usa enormes “asas” como seu principal modo de propulsão, em vez dos motores convencionais.

De acordo com o construtor naval Wallenius Marine, o projeto reduzirá as emissões de CO2 em cerca de 90% em comparação com outros navios de carga. No entanto, continuará a depender de motores com capacidade de manobra muito limitada.


As velas do porta-aviões de aparência futurística podem girar 360 graus sem se tocarem para pegar o vento e podem se estender a impressionantes 260 pés no ar.

Isso fará do Oceanbird a embarcação eólica mais alta já construída.

Essas enormes velas de metal usam princípios aerodinâmicos semelhantes aos das asas de aeronaves e podem ser retraídas telescopicamente em cerca de 195 pés, permitindo que o navio navegue por baixo de pontes ou resista ao mau tempo.

   Novo navio de carga de alta tecnologia da Suécia.  —  Foto: Reprodução.

“Este navio, no alto do mastro, estará a mais de 100 metros acima da superfície da água”, disse Mikael Razola, arquiteto naval e diretor do projeto de pesquisa Oceanbird da Wallenius Marine. “Quando ele se move tão alto no céu, a direção e a velocidade do vento mudam um pouco”.

O projeto do transportador de carros especifica um comprimento de 650 pés com capacidade para até 7.000 veículos (transportadores convencionais podem conter 8.000 carros). No entanto, o fabricante afirma que o projeto do transportador transatlântico de automóveis pode ser aplicado a outros tipos de embarcações, incluindo navios de cruzeiro.


O tamanho das asas que pegam o vento pode parecer extremo, mas as velas de aço e compostas precisam ter pelo menos este tamanho para capturar vento suficiente para impulsionar o navio de 35.000 toneladas para frente. Embora não seja tão potente quanto os barcos convencionais, o Oceanbird ainda pode chegar a 10 nós em mar aberto, em comparação com 17 nós do primeiro.

A Maritime Executive disse que o maior desafio para os pesquisadores foi “criar uma embarcação em que o cordame e o casco trabalhem juntos como uma única unidade para aproveitar o vento da forma mais eficiente possível”.

Graças em parte ao apoio e financiamento da Administração de Transporte Sueca, os cientistas puderam concluir o projeto. Apesar dos desafios, a Marinha Wallenius lançou um modelo de 7 metros no mês passado, que eles planejam testar neste outono.

De acordo com o Business Insider, o Oceanbird estará pronto para fazer pedidos no final do próximo ano, com a entrega do primeiro navio prevista para o final de 2024.

Os cientistas estão entusiasmados com o aumento do impacto global que essa tecnologia oferecerá. No entanto, a desvantagem é que este navio levará 12 dias para cruzar o Atlântico, em vez de 7 dias para navios de carga convencionais.

Epoch Times 



Prefeita de Chicago recusa-se a conceder entrevistas exclusivas a jornalistas brancos

   Lori Lightfoot rejeitou conversas com jornalistas brancos.  —  Foto: Reprodução.

A prefeita de Chicago, Lori Lightfoot, declarou que não concederá entrevistas exclusivas a jornalistas de pele branca. Segundo a democrata, trata-se de um protesto contra a falta de diversidade nos meios de comunicação de Windy City, região que fica às margens do Lago Michigan, em Illinois, nos Estados Unidos. Leia a matéria completa, aqui!


Insegurança jurídica, a outra pandemia

   A lógica não é a desordem, mas o contrário.  —  Foto: Reprodução.

“O juiz não é nomeado para fazer favores com a justiça, mas para julgar segundo as leis.”

Tinha razão Nelson Rodrigues ao dizer que até para atravessar uma rua e chupar um picolé do outro lado é preciso ter confiança, conhecer o terreno em que se está pisando com incerteza mínima e segurança máxima possível. Pois a virtude da confiança, inspirada, entre outros atributos, pela segurança jurídica, é também uma das exigências da vida em sociedade, já que sua ausência destrói amizades, namoros e casamentos, impede trocas voluntárias, acordos e acertos e prejudica as atividades econômicas mais simples, como vender, comprar, emprestar, empregar, poupar, investir etc. Leia a matéria completa, aqui!


Dono do China in Box acorda do coma e comemora: “Estou de volta”

   Robinson Shiba comemora: estou de volta.  —  Foto: Reprodução/Instagram.

O empreendedor Robinson Shiba, dono do China in Box, reapareceu 2 anos após um grave acidente de moto que sofreu em 2019, em São Paulo e o deixou em coma.

O anuncio foi feito numa foto postada no Instagram neste fim de semana, onde Robinson Shiba disse: “estou de volta”. Leia a matéria completa, aqui!



Homem encontra pai que não via há 30 anos, após envelhecer foto em app

   Everaldo Germano do Nascimento foi favorecido por tecnologia, que o ajudou a encontrar o pai.  —  Foto: Reprodução/Facebook.

Foi a tecnologia que ajudou o construtor civil Everaldo Germano do Nascimento, de 51 anos, a localizar o pai, Geraldo Serafim do Nascimento, hoje com 73, após 30 anos de separação.

Com a ajuda do filho de 13 anos, Everaldo pegou a única foto que tinha do pai e a jogou no aplicativo de envelhecimento. Após ter o resultado, ele fez uma postagem no Facebook pedindo ajuda. Leia a matéria completa, aqui!

Acompanhe as notícias do CN - Conexão Notícia no Facebook


Veja outras formas de doações, aqui!


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.