Header Ads


Desempregados podem ter direito a salário mínimo por 12 meses

 Desempregados poderão ter direito ao benefício de um salário mínimo mensal, de R$ 1.100. —  Foto: Reprodução.

Desempregados podem ter direito a salário mínimo por 12 meses
Publicado no Conexão Notícia em 11.junho.2021.  

Brasil  | A Câmara dos Deputados está analisando o Projeto de Lei 1022/21 para assegurar, pelo período de até 12 meses e mediante contrapartidas, um salário mínimo mensal a todo brasileiro desempregado. A proposta quer criar o Fundo Permanente de Geração de Emprego e Renda (Fupeger).


Terá direito ao benefício de um salário mínimo mensal, de R$ 1.100 atualmente, a pessoa comprovadamente desempregada. Se recebeu seguro-desemprego e não voltou a trabalhar, a pessoa terá que comprovar a falta de vínculo para receber o benefício.


Em contrapartida, o beneficiário deverá ser inscrito em cursos de formação e capacitação profissional, com duração de até 12 meses, oferecidos por escolas técnicas estaduais e institutos federais mediante convênios com a União. Quem não comparecer ao curso oferecido será excluído do programa.

O projeto tramita em caráter conclusivo e será analisado pelas comissões de Trabalho, de Administração e Serviço Público; de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania. A proposta será vinculada ao Ministério da Economia e mantido por recursos oriundos do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT).



Conheça os efeitos colaterais das vacinas contra Covid-19 em uso no Brasil

 A reações após a vacinação incluem dor ou sensibilidade e inchaço no local da injeção, além de febre baixa e dor no corpo. —  Foto: Reprodução.

A aplicação das vacinas contra a Covid-19 no Brasil tem provocado dúvidas sobre seus possíveis efeitos colaterais. A reações mais comuns após a vacinação incluem dor ou sensibilidade e inchaço no local da injeção, além de febre baixa e dor no corpo, segundo a Sociedade Brasileira de Imunizações (SBim). Leia a matéria completa, aqui!


CN - Conexão Notícia 

Acompanhe as notícias do CN - Conexão Notícia no Facebook

Veja outras formas de doações, aqui!


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.