Cotado para Casa Civil, Ciro Nogueira apoiou Haddad em 2018 e xingou Bolsonaro de "fascista" - Conexão Notícia

Header Ads


Cotado para Casa Civil, Ciro Nogueira apoiou Haddad em 2018 e xingou Bolsonaro de "fascista"

  O senador Ciro Nogueira (PP-PI) foi escolhido pelo presidente Jair Bolsonaro para ser o ministro-chefe da Casa Civil. —  Foto: Reprodução.

Cotado para Casa Civil, Ciro Nogueira apoiou Haddad em 2018 e xingou Bolsonaro de "fascista"
Publicado no Conexão Notícia em 21.julho.2021.  

Brasil | Nogueira também afirmou que não se via votando contra o Lula e que o petista foi o melhor presidente do país.

O senador foi escolhido pelo presidente para comandar a Casa Civil.

Escolhido pelo presidente Jair Bolsonaro para assumir a Casa Civil no lugar no general Luiz Eduardo Ramos, Ciro Nogueira (PP-PI), hoje visto como um dos senadores mais fiéis ao Palácio do Planalto, já fez duras críticas ao chefe do Executivo.

Em novembro de 2017, em entrevista à TV Meio Norte, Ciro Nogueira chamou Bolsonaro de “fascista” e disse que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi o melhor presidente que o país já teve.

Ciro afirmou que tinha muita restrição a Bolsonaro “porque é um cara fascista”.


“Tem um caráter fascista. Muito preconceituoso. É muito fácil você ir para a televisão e dizer que vai matar bandido, é muito fácil, mas isso não é para um presidente da República. O presidente da República é uma pessoa que vai cuidar de gerar emprego e renda, que vai cuidar da saúde, vai cuidar da infraestrutura. O presidente Jair Bolsonaro não tem essa capacidade de fazer isso”, afirmou à época.

Sobre Lula, Ciro disse que “foi o melhor presidente deste país, especialmente para o Piauí e o Nordeste”.

Não me vejo numa eleição votando contra o Lula. Por tudo o que ele fez. Tirou a miséria desse povo, foi decisivo no combate à fome, os programas que ele fez, o maior programa habitacional do mundo”, declarou o senador.


A decisão de escolher Ciro Nogueira para a Casa Civil ocorreu na tarde de 3ª feira (20.jul.2021), num encontro com Bolsonaro do qual participaram, de maneira às vezes alternada, Fábio Faria, Onyx Lorenzoni, Luiz Eduardo Ramos, Tarcísio de Freitas (Infraestrutura) e Paulo Guedes (Economia).

Bolsonaro ouviu essas sugestões tanto de políticos do Centrão – grupo do qual Ciro Nogueira é um dos expoentes– como de Fábio Faria, ministro das Comunicações e um dos mais ativos articuladores políticos do presidente. Contou na decisão de Bolsonaro o juízo do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), que há muito tempo criticava tanto a atuação de Ramos como de Onyx.

Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado
CN - Conexão Notícia com informações de Fernando de Castro e Poder360.


Confira os preços baixos de nossa loja, aqui!


LEIA TAMBÉM:


Em entrevista, hacker expõe fragilidade das urnas brasileiras

  Marcos Roberto Correia da Silva, o hacker que invadiu sistema do TSE. —  Foto: Reprodução.

Assessores do deputado federal Filipe Barros, relator da PEC do voto auditável, entrevistaram na prisão o hacker Marcos Roberto Correia da Silva, que apontou diversas vulnerabilidades verificadas no sistema do Tribunal Superior Eleitoral. O hacker foi preso em novembro de 2020 pela Polícia Federal.  Leia a matéria completa, aqui!



Fundo eleitoral será de quase R$ 6 bilhões em 2022.

  Partidos podem ter ainda mais recursos para financiamento de campanha. —  Foto: Reprodução/Ranking dos Políticos.

Texto da Lei de Diretrizes Orçamentárias prevê aumento dos recursos para o financiamento de campanha.

Partidos podem ter ainda mais recursos para financiamento de campanha.

Entre os dispositivos incluídos pelo relator do projeto, deputado federal Juscelino Filho (DEM-MA), está o aumento do fundo eleitoral. A proposta é passá-lo de cerca de R$ 2 bilhões para mais de R$ 5,7 bilhões.  Leia a matéria completa, aqui!

Um teste de pré-natal usado em todo o mundo está enviando dados genéticos de mulheres grávidas para uma empresa chinesa.

 A empresa desenvolveu o teste junto com o exército da China. Os EUA vêem um risco de segurança. —  Foto: Reprodução.

Um teste de pré-natal usado em todo o mundo está enviando dados genéticos de mulheres grávidas para uma empresa chinesa. A empresa desenvolveu o teste junto com o exército da China. Os EUA vêem um risco de segurança. Leia a matéria completa, aqui!

Acompanhe as notícias do CN - Conexão Notícia no Facebook

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.