Ditadura cubana: adolescente é condenada a 8 meses de prisão após protestos - Conexão Notícia

Header Ads


Ditadura cubana: adolescente é condenada a 8 meses de prisão após protestos

  Gabriela Zequeira, de 17 anos, estudante de contabilidade, recebeu pena de 8 meses de prisão por “desordem pública”. —  Foto: Reprodução.

Ditadura cubana: adolescente é condenada a 8 meses de prisão após protestos
Publicado no Conexão Notícia em 24.julho.2021.  

Brasil | Uma adolescente de 17 anos foi condenada por um tribunal da ditadura cubana por supostamente ter participado dos protestos contra o regime, que ocorreram no último 11 de julho. Gabriela Zequeira, estudante de contabilidade, recebeu pena de 8 meses de prisão por "desordem pública", disse a mãe da adolescente, Yoanis Hernández, à BBC.


"Quando o julgamento acabou, eles me deixaram vê-la por três minutos. A única coisa que pude fazer foi abraçá-la e beijá-la, mais nada", afirmou a mãe de Gabriela à BBC. Segundo a mulher, o julgamento não contou sequer com provas de que Zequeira teria participado das manifestações de 11 de julho. Yoanis também afirmou não ter recebido informações sobre para para onde sua filha foi transferida após o julgamento.

A mãe da jovem ainda afirmou ao veículo que sua filha teria sido presa pelos chamados "vespas negras", que são integrantes da Brigada Nacional Especial do governo cubano, também conhecidos por reprimir manifestantes.


Segundo veiculou a BBC, o Cubalex, um grupo independente de advogados cubanos que acompanha as prisões e julgamentos sumários na ilha pelos protestos, confirmou que Zequeira foi condenada por um tribunal.

Gazeta do Povo com informações da BBC.
CN - Conexão Notícia 

Confira os preços baixos de nossa loja, aqui!


LEIA TAMBÉM:


Em entrevista, hacker expõe fragilidade das urnas brasileiras

  Marcos Roberto Correia da Silva, o hacker que invadiu sistema do TSE. —  Foto: Reprodução.

Assessores do deputado federal Filipe Barros, relator da PEC do voto auditável, entrevistaram na prisão o hacker Marcos Roberto Correia da Silva, que apontou diversas vulnerabilidades verificadas no sistema do Tribunal Superior Eleitoral. O hacker foi preso em novembro de 2020 pela Polícia Federal.  Leia a matéria completa, aqui!



Um teste de pré-natal usado em todo o mundo está enviando dados genéticos de mulheres grávidas para uma empresa chinesa.

 A empresa desenvolveu o teste junto com o exército da China. Os EUA vêem um risco de segurança. —  Foto: Reprodução.

Um teste de pré-natal usado em todo o mundo está enviando dados genéticos de mulheres grávidas para uma empresa chinesa. A empresa desenvolveu o teste junto com o exército da China. Os EUA vêem um risco de segurança. Leia a matéria completa, aqui!


Acompanhe as notícias do CN - Conexão Notícia no Facebook

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.