Header Ads


Documento mostra que laboratório em Wuhan buscou aportes para criar coronavírus em morcegos

   Agência dos EUA se recusou a patrocinar projeto.  —  Foto: Reprodução.

Documento mostra que laboratório em Wuhan buscou aportes para criar coronavírus em morcegos
Publicado no Conexão Notícia em 23.setembro.2021.  

Brasil | Instituto tentou US$ 14 milhões em investimentos.

O Instituto de Virologia de Wuhan e o laboratório norte-americano EcoHealth Alliance buscaram financiamentos dos EUA. A ideia seria patrocinar pesquisas com coronavírus “vitaminados” em morcegos, com a finalidade de inoculá-los contra doenças que poderiam atingir os humanos. É o que informou reportagem do jornal britânico The Telegraph, publicada na quarta-feira 22.

As negociações teriam ocorrido 18 meses antes do aparecimento dos primeiros casos de covid-19. Conforme documentos, a EcoHealth Alliance apresentou uma proposta de subsídio aos EUA em 2018, descrevendo um plano para liberar “nanopartículas penetrantes na pele e aerossóis contendo ‘novas proteínas quiméricas de pico’ de coronavírus de morcego em cavernas chinesas.”

Os pesquisadores da China também queriam criar “vírus quiméricos que fossem geneticamente modificados para infectar humanos mais facilmente”, informa o Telegraph. Para isso, solicitou-se aporte de US$ 14 milhões à Agência de Projetos de Pesquisa Avançada de Defesa (DARPA, na sigla em inglês). Os cientistas queriam facilitar a entrada do patógeno nas células humanas.

A DARPA se recusou a financiar o trabalho.

Cristyan Costa, Revista Oeste
CN - Conexão Notícia 


O jornalismo do Conexão Notícia precisa de você para continuar marcando ponto na vida das pessoas. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado! Veja como doar aqui!

Confira os preços baixos de nossa loja, aqui!

LEIA TAMBÉM:


Mulher vira major pela 1ª vez no Corpo de Bombeiros do ES

   Primeira mulher a chegar à patente de major no Corpo de Bombeiros do ES.  —  Foto: Reprodução/Arquivo pessoal.

Conheça a história de Lorena Sarmento Rezende.

A trajetória de Lorena Sarmento Rezende no Corpo de Bombeiros do Espírito Santo representam 19 anos de história de pioneirismo feminino. Ela, que foi a primeira bombeira combatente, primeira tenente e também capitã da corporação, alcançou no último dia 3 setembro mais uma conquista histórica no estado: a patente de major.

LEIA TAMBÉM:

Datena diz que perdeu parte do pâncreas por conta da cerveja e que tentou fumar maconha

   Apresentador José Luiz Datena.  —  Foto: Reprodução/Band.

Apresentador também disse que já tentou fumar maconha.

Na sexta-feira (10), o apresentador José Luiz Datena, de 64 anos, contou que tentou fumar maconha na adolescência. Segundo o site NaTelinha, ele fez a revelação durante o programa Brasil Urgente, da Band, enquanto mostrava imagens de uma apreensão de drogas em São Paulo. Leia a matéria completa, aqui!

Acompanhe as notícias do CN - Conexão Notícia no Facebook

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.