Header Ads


Agentes de endemia ultrapassam meta do Ministério da Saúde de visita a imóveis em São Lourenço

   Reunião do prefeito com os agentes de combate às  endemias. —  Foto: Reprodução.

Agentes de endemia ultrapassam meta do Ministério da Saúde de visita a imóveis em São Lourenço
Publicado no Conexão Notícia em 12.julho.2021. 

Agentes de Saúde | O trabalho dos agentes é responsável pela destruição dos criadouros e interrupção dos criadouros dos mosquitos ganha destaque.

Mesmo com muitos esforços e atenções voltadas para a pandemia da Covid-19, o Governo Municipal, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, não deixou de dar atenção ao problema da dengue.  Os agentes de endemias de São Lourenço ultrapassaram a meta de visitas a imóveis da cidade estipulada pelo Ministério da Saúde. Eles visitaram 85% dos 25 mil imóveis, quando a meta de visitas para combate à doença é de 80%.


O trabalho de visitas dos agentes de endemias consiste na identificação e destruição dos criadouros do mosquito Aedes Aegypty, causador da Dengue, Chingunya e Zika. As visitas são realizadas durante os ciclos de reprodução do mosquito. Durante o ano, os agentes realizam seis ciclos de visitas por ano. Cada ciclo dura oito semanas, que é o tempo necessário para interromper o desenvolvimento da larva dos mosquitos.

Com as visitas dos agentes aos imóveis acima da meta mínima, esse ano, o número casos de dengue reduziu de 18 para quatro pessoas no mesmo período do ano passado. “O trabalho na Saúde é uma construção, onde todos, o gestor e os servidores, tem um importante papel para melhoria dela. Hoje estou aqui para parabenizar vocês pelo resultado alcançado no trabalho de vocês”, disse o prefeito Lessa aos 23 agentes de endemia que compõem a equipe de visitas.


O secretário de Saúde, Ricardo Luiz Christo Coelho, destacou a importância do trabalho dos agentes de endemia para preservação da saúde da população. “Eles vão até as casas das pessoas e observam onde estão os maiores índices de infestação da doença. Essa foi uma conquista muito importante porque a meta nunca foi alcançada no município. Estamos colhendo o fruto do trabalho deles para prevenção da dengue”, afirmou.

De acordo com o coordenador da equipe de combate à dengue da Secretaria Municipal de Saúde, Marcos Vinícius Silva Fonseca, mesmo com a meta alcançada e o período sem chuvas, é necessário que a população mantenha os cuidados.

“O mosquito da dengue é muito versátil, pois ele é capaz de se reproduzir em uma tampinha de garrafa. Mesmo nesse período de escassez de chuva que a gente deixar desprotegido, ele se reproduz. A gente tem que sempre conscientizar a população para que tome os cuidados dentro de seu espaço físico para que o mosquito não se desenvolva e mais tarde trazer as doenças para todos ao redor”, orientou.

JASB - Jornal dos Agentes de Saúde do Brasil e CN - Conexão Notícia com informações de Ascom/PMSL.
Inscreva-se no canal do JASB no YouTubeWhatsAppTelegram ou Facebook.

Emenda à PEC 32/2020 que garante estabilidade para todos os servidores recebe 180 assinaturas.

  Câmara dos Deputados. —  Foto: Reprodução.

A proposta garante a estabilidade para todos os servidores. Atualmente, a PEC 32 estabelece o benefício apenas para os cargos típicos de Estado. O texto também assegura os direitos para os aprovados em concursos homologados, uma insegurança jurídica da reforma administrativa. Além disso, retira o vínculo de experiência, que tem prevista a criação no texto original.  Leia a matéria completa, aqui.



STF permite exoneração de servidor concursado sem processo disciplinar e abre brecha para demissões injustificadas no serviço público.

  Os ministros do STF têm tomado decisões controversas. —  Foto: Reprodução.

“Foi uma nova exceção, que não tem previsão na Constituição. O tratamento é diferente do que é dado aos servidores que possuem regime próprio. O que gera a “vacância no cargo” é a inativação e não a exoneração, mas não encerra a relação jurídica do servidor com o órgão público. É exatamente o que ocorre com os militares que passam da ativa para a reserva, o que preserva alguns direitos e deveres” 
* Eduardo Koetz – Especialista em direito previdenciário e tributário, sócio da Koetz Advocacia. Leia a matéria completa, aqui.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.