Header Ads


URGENTE: Agente de Saúde encontra mãe e filho mortos brutalmente durante visita domiciliar

 Polícia encontrou pedaço de madeira que pode ter sido usado no crime.  —  Foto: Reprodução/4º BPM.

URGENTE: Agente de Saúde encontra mãe e filho mortos brutalmente durante visita domiciliar
Publicado no Conexão Notícia em 29.maio.2021.  

Agentes de Saúde | Mãe e filho são encontrados mortos, primeiro por um agente comunitário de saúde que foi até a propriedade rural para uma visita, durante a tarde de quinta-feira (13). O principal suspeito é Cleudson Ferreira de Almeira, de 38 anos, que teria um relacionamento amoroso com Benilde. Ele foi preso ainda durante a tarde. Assista o vídeo abaixo, mais adiante.

O oficial da Polícia Militar que esteve no local onde Benilde Pereira Milhomem e o filho dela, Enzo Daniel Milhomem Soares, de sete anos, foram mortos descreveu o cenário brutal dos assassinatos. De acordo com o tenente Adair Aquino, o menino ficou com o rosto deformado após ser morto a pauladas. As vítimas foram assassinadas em um assentamento na zona rural de Cariri do Tocantins, no sul do estado. Os corpos foram enterrados na manhã desta sexta-feira (14).

A gente percebeu os dois corpos lá: a mãe bastante violentada e uma criança com o rosto deformado. Em diligências na fazenda a gente conseguiu achar uma camisa que ele tinha escondido a aproximadamente sete quilômetros da sede para tentar encobrir o crime, contou o tenente Adair Aquino, da Polícia Militar.


Na delegacia o suspeito disse que havia saído para beber com a mulher na noite anterior e quando voltou para casa houve uma discussão:

Agente: O senhor estava bêbado?

Suspeito: Nós, todos os dois. Ela foi me dá com a mão. Tanto é que pegou um pau para meter em mim. Aí nós começamos a briga [sic].

Vídeo disponível


O crime teria sido motivado por ciúmes

Ele relata ter ciúmes da mulher. Perguntamos para ele o motivo de ter feito esse crime tão brutal com uma criança daquela idade e ele relatou que ficou cego devido à bebida, disse o oficial da PM que atendeu a ocorrência.

A polícia conseguiu localizar o pedaço de madeira que teria sido utilizado nos assassinatos e apreendeu o celular do suspeito. No telefone da vítima foram encontradas mensagens que reforçam as suspeitas da polícia sobre o namorado dela com o homem.

 Mãe e filho foram mortos a pauladas e namorado da vítima é principal suspeito — Foto: Arquivo pessoal

Cleudson Ferreira tem passagens por ameaça e uma ex-companheira chegou a pedir uma medida protetiva contra ele. 

Temos notícias de violência doméstica, ameaças e lesões corporais contra a companheira anterior, explicou o delegado Joadelson Albuquerque.

Os corpos de mãe e filho foram velados no salão de uma funerária em Gurupi e depois levados para o cemitério de Cariri do Tocantins, onde mais um momento de homenagens foi realizado na manhã de sexta-feira (14). O sepultamento ocorreu por volta das 10h.

Suspeito foi preso pela polícia na zona rural de Cariri do Tocantins.


Familiares e amigos da vítima estão inconformados como crime

A gente tá sentindo muita dor. Principalmente pela criança que foi sacrificada. Isso tem que ter justiça, disse Patrícia Barbosa, amiga da família.

O suspeito foi levado para Casa de Prisão Provisória de Gurupi. Uma perícia foi solicitada na cena do crime para esclarecer a dinâmica dos fatos.

G1 Tocantins.

Publicado no CN - Conexão Notícia e JASB - Jornal dos Agentes de Saúde do Brasil 

Acompanhe as notícias do JASB no WhatsApp ou Telegram

Ministério da Saúde libera vacinação de não prioritários de 18 a 59 anos sem comorbidades.

 Poderão reservar parte das doses para público de 18 a 59 anos sem comorbidades.  —  Foto: Reprodução.

Profissionais de creches e pré-escolas deverão ser os primeiros da fila; serão incluídos todos os que trabalham na Educação, não somente professores. Cidades que não tiverem demanda suficiente de certos grupos prioritários poderão reservar parte das doses para público de 18 a 59 anos sem comorbidades. Leia a matéria completa, aqui.

LEIA TAMBÉM:

BRASÍLIA: Audiência Pública debate a situação dos Agentes de Saúde (ACS/ACE), diante falta de acesso aos direitos

 Lideranças dos Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate às Endemias apontaram principais problemas que afligem aos agentes.  —  Foto: Reprodução.

Embora o tema da Audiência Pública na Câmara dos Deputados tenha sido "Situação das categorias dos ACS e ACE durante a pandemia," a ênfase maior foi dada à precarização dos agentes.  Leia a matéria completa, aqui.


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.