Agente comunitário de saúde morre aos 49 anos vítima de infarto - Conexão Notícia

Header Ads


Agente comunitário de saúde morre aos 49 anos vítima de infarto

 Newton Júnior atuava como agente comunitário numa Unidade Básica de Saúde (UBS). —  Foto: Reprodução.

Agente comunitário de saúde morre aos 49 anos vítima de infarto 
Publicado no Conexão Notícia em 23.junho.2021. 

Agentes de Saúde | O agente comunitário de saúde, Newton Siqueira de Araújo Júnior, morreu aos 49 anos na segunda-feira (21) vítima de um infarto fulminante ocorrido dentro de casa em Teresina.

Newton Júnior trabalhava atualmente como agente comunitário na Unidade Básica de Saúde (UBS) Cidade Verde, que fica localizada na Rua Lucídio Freitas, na região centro-norte de Teresina. A Fundação Municipal de Saúde (FMS) lamentou a morte e prestou solidariedade aos familiares e amigos do agente.

“A FMS lamenta a morte prematura do Agente Comunitário de Saúde Newton Siqueira de Araújo Júnior e envia votos de pesar à família e amigos”, diz um trecho da nota.

Confira a nota na íntegra

A Fundação Municipal de Saúde lamenta a morte prematura do Agente Comunitário de Saúde Newton Siqueira de Araújo Júnior e envia votos de pesar à família e amigos. Newton Júnior era Agente Comunitário de Saúde da UBS Cidade Verde e infartou hoje (21) em casa aos 49 anos.

JEYSON MORAES
TERESINA - PIAUÍ

Demissões em Massa: Texto da PEC 14/2021 abre as portas para que prefeitos demitam agentes de saúde (ACS e ACE)

 Agentes comunitários de saúde e agentes de combate às endemias sofrem com as demissões em massa, graças aos erros da Lei 11.350/06.   —  Foto: Reprodução.

O texto da PEC 14/2021 deixa de fora do quadro de servidores, todos os ACS/ACE que não se enquadram na forma de contratação estabelecida por ela. Isto significa dizer que qualquer prefeito poderá dispensar dos agentes amparados pela má-redação do texto da PEC 14, após se tornar lei, após a regulamentação da proposta nos municípios, caso os vereadores decidam regulamentar o texto em seus municípios. Já que as Leis Federais não são aplicadas automaticamente, sem nova votação em cada um dos 5.570 municípios.  Matéria completa, leia aqui!



Agentes comunitários e de combate às endemias receberão recursos do Previne Brasil

 Além da equipe, agentes comunitários e de combate às endemias receberão 70% dos recursos destinados ao Previne Brasil, no caso descrito na matéria. —  Foto: Reprodução.

Temos recebido diversas mensagem sobre o direito da categoria ao Previne Brasil. Prefeitos e seus secretários estão negando o direito ao repasse feito pelo FNS - Fundo Nacional de Saúde, contudo, as lideranças não devem desistir de buscar garantir esse direito. 
Com a finalidade de ajudar aos colegas que tiveram o direito negado ou não sabem por onde começar a articulação, estamos disponibilizando essa matéria para que sirva de motivação e parâmetro de articulação, sabendo que vários municípios estão repassando aos Agentes Comunitários de Saúde os valores correspondente ao Previne Brasil. Matéria completa, leia aqui!


Entidades tentam acabar com a luta pela Federalização fazendo manobras

 Entidades que se dizem representativas estão tratando os Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate às Endemias como invisíveis. —  Foto: Reprodução.

Mesmo com quase 90% (noventa por cento) dos Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate às Endemias reivindicando a Federalização, as entidades que se dizem representá-los os ignoram, em total ato de desrespeito e jogam a principal pauta dos agentes para debaixo do tapete. E se nada for feito agora, a janela das possibilidades políticas somente será aberta em 2026. Entenda o caso! Leia a matéria completa, aqui!

Conversa para boi dormir
Não é de hoje que a chamada "elite nacional" dos ACS/ACE conduzem suas ações a base de discursos contraditórios e sem fundamentação sólida. Representantes que não houve e nem atende os anseios das bases, preocupando-se apenas na promoção do CNPJ da entidade, visando fazer notório a suposta grandeza e superioridade de entidades, diante das demais. 
No discurso afirma-se que a categoria é forte, na prática criam agendas e desprezam a principal agenda da categoria, que é a Federalização. A única proposta que pode tirar os ACS/ACE das mãos dos maus gestores e de seus abusos, negando os direitos fundamentais.



CN - Conexão Notícia e JASB - Jornal dos Agentes de Saúde do Brasil.

Acompanhe as notícias do JASB no WhatsApp ou Telegram

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.