Formação Técnica - Magé qualificara agentes comunitários e de combate às endemias. - Conexão Notícia

Header Ads


Formação Técnica - Magé qualificara agentes comunitários e de combate às endemias.

 Município aderiu ao programa de capacitação do Ministério da Saúde. —  Foto: Reprodução.

Formação Técnica - Magé qualificara agentes comunitários e de combate às endemias.
Publicado no Conexão Notícia em 16.junho.2021. 

Agentes de Saúde | Para garantir qualificação dos agentes comunitários de saúde e de combate a endemias, a Prefeitura de Magé, através da Secretaria Municipal de Saúde, aderiu ao programa Saúde com Agente, do Ministério da Saúde. A iniciativa vai capacitar e habilitar os profissionais do município para que eles possam realizar atendimento domiciliar básico e identificar o grau de prioridade de encaminhamento às unidades de atenção primária.

No momento, estamos fazendo uma pré-seleção dos agentes comunitários de saúde assim como a Coordenação de Controle de Vetores em relação aos agentes de combate a endemias para participação do processo de formação. Os profissionais precisam atender a alguns critérios (válidos para as duas categorias), como serem funcionários efetivos ou terem mais de dois anos de atuação na rede municipal de saúde, explicou a coordenadora de Atenção Básica da Secretaria Municipal de Saúde, Cassandra Soares, detalhando ainda a nova habilitação dos agentes nos atendimentos domiciliares.

Nossos profissionais poderão verificar saturação de oxigênio, aferir a pressão arterial, medir a glicose capilar e as condições gerais dos pacientes para o encaminhamento às unidades de saúde”, completou Cassandra.

Ainda de acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, os instrutores do curso e o material de apoio serão financiados com recursos do Ministério da Saúde. Atualmente, Magé tem cerca de 460 agentes comunitários de saúde e 150 agentes de combate a endemias.

Segundo o Ministério da Saúde, o programa tem como meta melhorar a qualidade do serviço público como ação preventiva na descoberta de doenças e ampliar a assistência para reduzir indicadores negativos, como mortalidade infantil, infecções sexualmente transmissíveis, hipertensão, diabetes, entre outros, utilizando-se do contato direto dos agentes comunitários e de endemias com a população.

CN - Conexão Notícia e JASB - Jornal dos Agentes de Saúde do Brasil.








VÍDEO - Liderança nacional perde o controle, depois que ACS/ACE cobraram a Federalização.

 Pesquisa revela que 90% dos Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate às Endemias desejam a Federalização, contudo, para não reduzir privilégios financeiros, representação despreza representados. —  Foto: Reprodução.

A realidade é chocante, além de absurda. Se por um lado maus gestores dentre os 5.570 municípios oprimem os Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate às Endemias, por outro os agentes são humilhados, considerados invisíveis por parte de instituições que deveriam ouvir e buscar atender os anseios daqueles que as sustentam com os seus patrimônios financeiros. Matéria completa, leia aqui!


Entidades tentam usar acabar com a luta pela Federalização fazendo manobras

 Entidades que se dizem representativas estão tratando os Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate às Endemias como invisíveis. —  Foto: Reprodução.

Mesmo com quase 90% (noventa por cento) dos Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate às Endemias reivindicando a Federalização, as entidades que se dizem representá-los os ignoram, em total ato de desrespeito e jogam a principal pauta dos agentes para debaixo do tapete. E se nada for feito agora, a janela das possibilidades políticas somente será aberta em 2026. Entenda o caso!


CN - Conexão Notícia e JASB - Jornal dos Agentes de Saúde do Brasil.

Acompanhe as notícias do JASB no WhatsApp ou Telegram

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.