Redes Sociais

Header Ads

Morte de voluntário que suspendeu testes da vacina chinesa pode ter sido suicídio

Devido ao sigilo médico,  não foram dados mais detalhes sobre o que aconteceu com o voluntário. —  Foto/Reprodução.

Morte de voluntário que suspendeu testes da vacina chinesa pode ter sido suicídio
Publicado no Conexão Notícia em 10.nov.2020.  

Agentes de Saúde | De acordo com o laudo emitido pelo Instituto Médico Legal (IML) a morte do voluntário que participava dos testes da vacina chinesa Coronavac e que fez com que a Anvisa suspendesse  os testes, foi provocada por suicídio. A informação foi divulgada pela TV Cultura e confirmada pela VEJA.

Por conta do sigilo médico,  não foram dados mais detalhes sobre o que aconteceu com o voluntário. Em coletiva de imprensa realizada nesta terça, o diretor do Butantan, Dimas Covas, reiterou que era “impossível” o óbito o paciente ter relação com a aplicação da vacina.


Nós estamos tratando aqui de um evento adverso grave que não tem relação com a vacina. Essa informação está disponível na Anvisa desde o dia 6, quando foi notificado o evento adverso grave. Os estudos deverão ser retomados em dois dias, ressaltou ele.

Ainda de acordo com a Veja, o voluntário estava participando do estudo conduzido pelo Hospital das Clínicas, em São Paulo.

Na manhã dessa terça (10) o Instituto Butantã e a Anvisa fizeram uma reunião para esclarecer possíveis dúvidas da agência. Segundo Covas é provável que a Anvisa deve reautorizar os estudos nos próximos dias. “Tranquilizo a todos os voluntários que essa vacina é segura”,destacou o secretário de estado da Saúde, Jean Gorinchteyn.

Gazeta Brasil
Imagem: Cadu Rolim/Fotoarena/Estadão Conteúdo

 Conteúdo relacionado:
 


Médicos voluntários do Projeto Missão Covid atendem pessoas com suspeita da doença ou com dúvidas sobre o novo coronavírus. 

Postar um comentário

0 Comentários