Os agentes de saúde e a perpetuação dos dirigentes sindicais no poder. Quem paga essa conta? - Conexão Notícia

Header Ads


Os agentes de saúde e a perpetuação dos dirigentes sindicais no poder. Quem paga essa conta?

  Os agentes comunitários de saúde e agentes de combate às endemias são as maiores vítimas da perpetuação de lideranças sindicais no poder. São os agentes que pagam essa conta.   —  Foto/Reprodução.

Os agentes de saúde e a perpetuação dos dirigentes sindicais no poder. Quem paga essa conta? 
Publicado no Conexão Notícia em 13.setembro.2021.  

Agentes de Saúde |  Nessa matéria o agente comunitário de saúde Eliomar Neves* (Itapebi - BA) projeta a reflexão dos colegas da categoria, sobre uma matéria sobre a postura anti-sindical de algumas lideranças, que buscam se manter nos sindicatos por tempo indeterminado. Situação que faz do cargo uma carreira com garantias e privilégios exclusivos, inacessível aos demais membros da própria categoria. Analisemos o contexto da matéria!

DIRIGENTES SINDICAIS SE PERPETUAM NO PODER Com verdadeiras armadilhas regimentais  eles(as) manipulam as categorias e se perpetuam no poder e ainda dobram as contribuições sindicais.

REPRESENTANTES DE QUEM?
"Dados do Ministério do Trabalho apontam que havia, em 2014, ao menos 8.518 sindicalistas, incluindo cargos de presidente e diretores em geral, com mais de dez anos de mandato — no Poder Executivo só podem ficar oito anos no cargo.

O número pode ser maior, pois falta transparência e uma série de entidades não fornece seus dados.

Mais de 30 anos após a Constituição ter avançado para garantir a liberdade sindical, fundamental para lutas e conquistas dos trabalhadores, lacunas como a falta de transparência, fiscalização frouxa e a pouca representatividade deixam um caminho aberto para os abusos.

Algumas centrais sindicais já reconhecem que é necessário pensar em novas normas. O próprio Supremo Tribunal Federal (STF) indica que as entidades não tem salvo-conduto e precisam ser fiscalizadas!"

Privilégios embutidos nos estatutos
Com verdadeiras armadilhas em seus estatutos, armadilhas essas elaboradas por sindicalistas malandros torna quase impossível formar uma chapa e ainda permite que a reeleição ou de forma indireta os caciques sindicais se mantenha no poder!


A situação dos ACS/ACE
Uma verdadeira ditadura se formou na direção de maioria dos sindicatos no Brasil entre eles estão centenas de sindicatos de ACS e ACE, onde quem dita as pautas são os próprios dirigentes sindicais sem se quer consultar a categoria em suas bases!

O que fazer para evitar os abusos
Nós trabalhadores precisamos nos atentar para isso e passar a fiscalizar mais os nossos sindicatos afinal é o dinheiro do trabalhador que financia essas entidades e seus dirigentes estão sujeitos a prestar contas e até ser punidos caso estejam descumprindo a legislação vigente!


Por Eliomar Neves com informações de O Globo 
CN - Conexão Notícia  e JASB - Jornal dos Agentes de Saúde do Brasil 

O jornalismo do Conexão Notícia precisa de você para continuar marcando ponto na vida das pessoas. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de qualquer valor, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado! Veja como doar aqui!

Inscreva-se no canal do JASB no YouTubeWhatsAppTelegram ou Facebook.




Confira os preços baixos de nossa loja, aqui!




Dirigentes sindicais se eternizam no poder. Representantes de quem?

   Apenas uns 30% das entidades sindicais são sérias, e as demais têm uma série de problemas, diz matéria.  —  Foto: Reprodução.

Dados do Ministério do Trabalho apontam que havia, em 2014, ao menos 8.518 sindicalistas, incluindo cargos de presidente e diretores em geral, com mais de dez anos de mandato — no Poder Executivo só podem ficar oito anos no cargo. O número pode ser maior, pois falta transparência e uma série de entidades não fornece seus dados. Anos após a Constituição ter avançado para garantir a liberdade sindical, fundamental para lutas e conquistas dos trabalhadores, lacunas como a falta de transparência, fiscalização frouxa e a pouca representatividade deixam um caminho aberto para os abusos... O próprio Supremo Tribunal Federal (STF) indica que as entidades não tem salvo-conduto e precisam ser fiscalizadas. 


Incentivo Financeiro destinado aos ACS/ACE poderá chegar à R$ 589 milhões

  Pagamento da parcela extra de final de ano deverá bater um recorde nesse ano, o que irá beneficia aos Agentes de Comunitários de Saúde e Agentes de Combate às Endemias dos mais diversos recantos do país.   —  Foto/Reprodução.

Focar na garantia do pagamento da parcela extra do FNS - Fundo Nacional de Saúde é ampliar as possibilidades de garantia do pagamento desse recurso. 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.