Saúde tem previsão de aumento de R$ 10,7 bilhões no Orçamento de 2022 - Conexão Notícia

Header Ads


Saúde tem previsão de aumento de R$ 10,7 bilhões no Orçamento de 2022

  Combate à pandemia de covid-19 consumirá R$ 7,1 bilhões.  —  Foto/Reprodução/Marcello Casal.

Saúde tem previsão de aumento de R$ 10,7 bilhões no Orçamento de 2022
Publicado no Conexão Notícia em 31.agosto.2021.  

Agentes de Saúde Enviado hoje (31) ao Congresso Nacional, o Projeto da Lei Orçamentária Anual (PLOA) de 2022 prevê o reforço de R$ 10,697 bilhões para a saúde. Desse total, R$ 7,143 bilhões correspondem a gastos relacionados ao enfrentamento à covid-19.

Incentivo: Modelo de Projeto de Lei a ser proposto pela Câmara e enviado ao prefeito

O dinheiro destinado à compra de vacinas totalizará R$ 3,9 bilhões, volume 86% inferior aos R$ 27,71 bilhões gastos neste ano. Segundo o secretário de Orçamento Federal do Ministério da Economia, Ariosto Culau, o valor foi definido pelo Ministério da Saúde, que prevê a aplicação de doses de reforço apenas em grupos determinados, e não há estudos conclusivos que comprovem a necessidade de uma terceira dose para toda a população.

“O ministro da Saúde [Marcelo Queiroga] tem falado na aplicação de doses de reforços em alguns públicos selecionados. Alguns países têm adotado estratégias diferenciadas. Só Israel tem uma estratégia de dose de reforço ampla. Há incertezas sobre a terceira dose [para toda a população]”, declarou Culau.


O secretário de Orçamento Federal também informou que o país tem os recursos garantidos para a aplicação da segunda dose em toda a população adulta e que atualmente sobram doses de reforço. Dessa forma, parte das pessoas começarão a receber a terceira dose ainda em 2021, diminuindo a necessidade para o próximo ano.

O Orçamento para o Ministério da Saúde em 2022 ficará em R$ 147,458 bilhões, contra R$ 136,761 bilhões aprovados para este ano. Em relação aos R$ 7,143 bilhões para o enfrentamento à covid-19, além dos R$ 3,9 bilhões destinados à compra de vacinas, cerca de R$ 3,2 bilhões serão empregados no tratamento de média e de alta complexidade nos hospitais públicos e no tratamento de sequelas da doença.

Privatizações
A proposta de orçamento foi enviada sem as receitas de eventuais privatizações no próximo ano. Segundo o secretário especial de Orçamento e Tesouro do Ministério da Economia, Bruno Funchal, caso ocorram privatizações, a dívida pública bruta cairá ainda mais que o previsto.

Fomos conservadores ao não considerarmos as receitas com a privatização da Eletrobras em 2022. Não só a dívida pública, mas o próprio resultado primário, pode ficar menor com essa operação”, declarou Funchal.


O projeto prevê que a dívida bruta do governo geral cairá de 81,2% do Produto Interno Bruto (PIB, soma dos bens e dos serviços produzidos) em 2021 para 79,8% em 2022. Segundo Funchal, a queda do endividamento é consequência da preservação do teto de gastos e do aumento da arrecadação, que reduzirá o déficit primário (resultado negativo nas contas do governo sem os juros da dívida pública) para R$ 49,6 bilhões no próximo ano.


Tradicionalmente, as receitas de privatizações não entram no cálculo do resultado primário. Os recursos vão para a conta de ajuste patrimonial no Banco Central e são usados para abater a dívida pública. No entanto, no caso da Eletrobras, existem cerca de R$ 10 bilhões que podem entrar como receita primária (receita no Orçamento da União), por causa da descotização, espécie de renegociação, de contratos de usinas hidrelétricas.

Edição: Denise Griesinger
Por Wellton Máximo – Repórter da Agência Brasil - Brasília
CN - Conexão Notícia  e JASB - Jornal dos Agentes de Saúde do Brasil.

O jornalismo do Conexão Notícia precisa de você para continuar marcando ponto na vida das pessoas. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de R$ 10, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado! Veja como doar aqui!

Inscreva-se no canal do JASB no YouTubeWhatsAppTelegram ou Facebook.


Confira os preços baixos de nossa loja, aqui!



Pinheiro entrega motocicletas a agentes comunitários de saúde; profissionais relatam mudança e valorização

   Os agentes comunitários de saúde vivenciam uma nova realidade com as motos.   —  Foto: Reprodução.

Iury Alencastro, agente comunitário de saúde há 6 anos na UBS do Distrito de Nossa Senhora da Guia, relata uma rotina de trabalho semelhante à de Luciana. A família acompanhada por ele que mora mais longe fica a 45 quilômetros da unidade básica de saúde e ele tinha que ir até lá com condução própria. “Com isso, não era possível estar visitando a comunidade inteira. A gente sempre deixava a desejar porque não tinha um veículo fornecido pela Prefeitura. Eu ia com minha moto ou... Veja a matéria e o vídeo completo, aqui!




CONACS tem reunião com o Ministro Queiroga e estabelece passo decisivo na garantia do Reajuste do Piso Nacional de R$ 2.200.

 Ministro  da Saúde Marcelo Antônio Cartaxo Queiroga Lopes.  —  Foto: Reprodução.

Os diretores da CONACS - Confederação Nacional dos Agentes de Saúde estão implacáveis em Brasília. A semana de 23 a 27/08 foi destaque nas ações da Confederação, mantendo o foco nas pautas prioritárias dos Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate às Endemias, além dos novos desafios que tem surgido.  

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.