Header Ads


Piso Nacional: Associação Fnaras, CONACS e Fenasce em reunião em Brasília com a CSSF

  Na foto, diretores da CONACS participaram de reunião com o Presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira. Eles seguem na defesa das pautas da categoria. —  Foto/Reprodução.

Piso Nacional: Associação Fnaras, CONACS e Fenasce em reunião em Brasília com a  CSSF
Publicado no Conexão Notícia em 16.setembro.2021.  

Agentes de Saúde Ontem (15/09), por iniciativa da CSSF - Comissão de Seguridade Social e Família) e parlamentares da comissão, as entidades nacionais representadas pela Associação Fnaras, Conacs e Fenaras se reuniram.

A reunião na sala da presidência da CSSF contou com a presença do autor da PEC 22/11, deputado Valtenir Pereira (MT) e, na oportunidade, foi posto em pauta a estratégia mais favorável para a categoria alcançar a aprovação do Reajuste do Piso Salarial Nacional e a PEC 14/21.


Em defesa do apensamento das duas PEC's, Valtenir Pereira solicitou o apoio das entidades e dos parlamentares da CSSF, apresentando a informação que por articulação do deputado Hildo Rocha (MA) e dele próprio, está se viabilizando o recurso no orçamento para cobrir o impacto financeiro do pagamento do Reajuste do Piso que, segundo o deputado Valtenir, está calculado entre três a quatro bilhões de reais para o  ano de 2022.


Com a avaliação da possibilidade do apensamento ser realizado, por meio de um acordo político, foi destacado as seguintes possibilidades pelo Valtenir Pereira:

1º - A proposta do Reajuste do Piso Nacional, apresentada pela PEC 22/11, só será possível caso exista orçamento garantido. Hipótese que deve ser definida até o final deste mês de setembro;

2º - Caso exista possibilidade de previsão no orçamento, haverá o apensamento das PEC's, garantindo o acolhimento do texto da PEC 14/21, na forma de um novo relatório apresentado em plenário.


A Associação Fnaras e Fenasce provocaram questionamentos diversos, buscando a exclusividade da proposta que defendem, apresentaram uma suposta 3ª hipótese, valorizando a insegurança nas negociações. A hipótese que levantaram remente a ideia "se houver o apensamento da PEC 14/21 à PEC 22/11 e, no decorrer das negociações do Reajuste do Piso Nacional esse for viabilizado por outro mecanismo legislativo, a exemplo do que foi feito em 2018, haverá um sério risco das pautas da PEC 14/21 serem engavetadas, deixando a categoria com a obrigação de escolher uma pauta ou outra." 


Pelo que parece, quando os críticos da Confederação se deparam com os diretores da entidade numa reunião, automaticamente se tonam negativistas, não enxergam a possibilidade de vitória, apenas possibilidade de perdas. Esse pensar negativo não pode contaminar a categoria. É preciso seguir em frente, com fé e esperança, afinal, há grande possibilidade de vitória, se ao invés de usarem as redes sociais para agredir os outros, usarem para defender a união, em prol das pautas prioritárias da categoria.

Respondendo ao questionamento acima, de forma estratégica, o deputado Valtenir afirmou que não revelaria a fonte dos recursos por questão de estratégia política. O objetivo é evitar que os que se dizem amigos da categoria não sabotem a proposta, principalmente quando a maior articuladora da categoria em Brasília, a CONACS, vem sendo atacada dia e noite nas redes sociais pelos opositores. 

A união da categoria derruba todos os obstáculos, torna possível até o que é visto como impossível, diante dos céticos (aquele que não confia, descrente, sem fé, etc). Se há união e luta pelos objetivos, logo a possibilidade de vitória cresce e se torna inevitável.

Diante do quadro que se definiu, segundo as entidades questionadoras, se tornou ainda mais importante a mobilização nacional da categoria, trazendo à Brasília nos dias 5 e 6 de outubro o maior número de ACS e ACE, bem como a mobilização nas redes sociais dos parlamentares. Exatamente como a direção da CONACS havia sugerido, já há algum tempo. Felizmente, hoje há um amadurecimento das ideias, reconhecendo que essa é a melhor estratégia.

Fonte: CN - Conexão Notícia  e JASB - Jornal dos Agentes de Saúde do Brasil com informações das entidades que participaram da agenda.

O jornalismo do Conexão Notícia precisa de você para continuar marcando ponto na vida das pessoas. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de qualquer valor, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado! Veja como doar aqui!

Inscreva-se no canal do JASB no YouTubeWhatsAppTelegram ou Facebook.



Confira os preços baixos de nossa loja, aqui!


VÍDEO - ACS/ACE confira o repasse dos R$ 1.550,00 ao seu município com esse passo a passo.

  O Fundo Nacional de Saúde tem feito o repasse do novo valor do Piso Nacional de R$ 1.550,00. —  Foto/Reprodução.

Em atendimento as diversas solicitações de informações, encaminhadas ao JASB - Jornal dos Agentes de Saúde do Brasil e rede de voluntários da MNAS - Mobilização Nacional dos Agentes de Saúde, segue o passo a passo de como verificar o repasse do novo valor do Piso Nacional, no caso, os R$ 1.550,00 (mil quinhentos e cinquenta e cinco reais).

É importante analisar que a dinâmica dos mais diversos repasses segue os procedimentos semelhantes.  Veja a matéria e o vídeo completo, aqui!


Incentivo Financeiro destinado aos ACS/ACE poderá chegar à R$ 589 milhões

  Pagamento da parcela extra de final de ano deverá bater um recorde nesse ano, o que irá beneficia aos Agentes de Comunitários de Saúde e Agentes de Combate às Endemias dos mais diversos recantos do país.   —  Foto/Reprodução.

Focar na garantia do pagamento da parcela extra do FNS - Fundo Nacional de Saúde é ampliar as possibilidades de garantia do pagamento desse recurso. 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.