Polícia prende cinco suspeitos de se passarem por agentes do Ministério da Saúde para aplicar ‘golpe da Covid’ - Conexão Notícia

Header Ads


Polícia prende cinco suspeitos de se passarem por agentes do Ministério da Saúde para aplicar ‘golpe da Covid’

  Polícia Civil de Sorocaba cumpre mandados contra criminosos que se passavam por agentes de saúde para aplicar golpes.   —  Foto/Reprodução.

Polícia prende cinco suspeitos de se passarem por agentes do Ministério da Saúde para aplicar ‘golpe da Covid’
Publicado no Conexão Notícia em 14.setembro.2021.  

Agentes de Saúde |  Policiais civis da Divisão Especializada de Investigações Criminais (Deic) de Sorocaba (SP) prenderam, na manhã de segunda-feira (13), cinco suspeitos de participar de uma quadrilha que roubava dados de moradores. Os criminosos se passavam por agentes do Ministério da Saúde e abordavam as vítimas em falsa pesquisa sobre a Covid.

De acordo com a polícia, foram 16 mandados no total, sendo 11 de busca e apreensão e cinco de prisão. As prisões foram feitas no bairro de Itaquera, em São Paulo. Diversos dispositivos eletrônicos e comprovantes das fraudes foram apreendidos.

Deic prende suspeitos de se passarem por agentes do Ministério da Saúde em Sorocaba.

As investigações começaram em Sorocaba, onde algumas vítimas foram identificadas. A polícia informou que desarticulou tanto o núcleo operacional, como o núcleo financeiro da associação criminosa.


Conforme a polícia, os criminosos se passavam por funcionários do Ministério da Saúde e diziam que estavam fazendo uma pesquisa sobre o novo coronavírus. A ação era para conseguir dados dos moradores abordados para clonar o WhatsApp deles.

Os golpistas faziam perguntas sobre o perfil da pessoa e, em seguida, enviavam números dizendo que eram protocolo de atendimento. Porém, o que eles enviavam realmente eram códigos que, uma vez compartilhados, permitiam acesso ao WhatsApp da vítima.

Com isso, os criminosos pediam dinheiro em nome dos moradores para parentes e amigos. Os suspeitos presos foram levados até a delegacia da Deic em Sorocaba.


O Ministério da Saúde começou a fazer, em maio deste ano, um estudo sobre a prevalência do novo coronavírus em 274 municípios por meio da coleta e análise de sangue de mais 211 mil pessoas.

O objetivo da PrevCOV é estimar quantas pessoas tiveram a Covid-19 no Brasil para compreender a doença e seus fatores de risco a fim de combatê-la e preveni-la.


Segundo a polícia, os criminosos estão aproveitando a pesquisa oficial para se passar por agentes da saúde e aplicar golpes. Saiba como não ser vítima do crime.

Portal G1
CN - Conexão Notícia  e JASB - Jornal dos Agentes de Saúde do Brasil

O jornalismo do Conexão Notícia precisa de você para continuar marcando ponto na vida das pessoas. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de qualquer valor, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado! Veja como doar aqui!

Inscreva-se no canal do JASB no YouTubeWhatsAppTelegram ou Facebook.



Confira os preços baixos de nossa loja, aqui!



Dirigentes sindicais se eternizam no poder. Representantes de quem?

   Apenas uns 30% das entidades sindicais são sérias, e as demais têm uma série de problemas, diz matéria.  —  Foto: Reprodução.

Dados do Ministério do Trabalho apontam que havia, em 2014, ao menos 8.518 sindicalistas, incluindo cargos de presidente e diretores em geral, com mais de dez anos de mandato — no Poder Executivo só podem ficar oito anos no cargo. O número pode ser maior, pois falta transparência e uma série de entidades não fornece seus dados. Anos após a Constituição ter avançado para garantir a liberdade sindical, fundamental para lutas e conquistas dos trabalhadores, lacunas como a falta de transparência, fiscalização frouxa e a pouca representatividade deixam um caminho aberto para os abusos... O próprio Supremo Tribunal Federal (STF) indica que as entidades não tem salvo-conduto e precisam ser fiscalizadas. 


Incentivo Financeiro destinado aos ACS/ACE poderá chegar à R$ 589 milhões

  Pagamento da parcela extra de final de ano deverá bater um recorde nesse ano, o que irá beneficia aos Agentes de Comunitários de Saúde e Agentes de Combate às Endemias dos mais diversos recantos do país.   —  Foto/Reprodução.

Focar na garantia do pagamento da parcela extra do FNS - Fundo Nacional de Saúde é ampliar as possibilidades de garantia do pagamento desse recurso. 

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.