Ministério da Saúde promete investir R$ 300 milhões para capacitação de agentes de saúde no país - Conexão Notícia

Header Ads


Ministério da Saúde promete investir R$ 300 milhões para capacitação de agentes de saúde no país

Ministério da Saúde disse que programa deverá atingir 381 mil agentes, e o curso terá duração de 35 semanas. —  Foto/Reprodução.

Ministério da Saúde promete investir R$ 300 milhões para capacitação de agentes de saúde no país
Publicado no Conexão Notícia em 09.dez.2020.  

Agentes de Saúde Em um dia tomado pelo debate relacionado à vacina contra a Covid-19, o governo federal lançou nesta terça-feira, 8, um programa de formação e capacitação de agentes comunitários de saúde e agentes de combate às endemias no País. O projeto é uma iniciativa do Ministério da Saúde e foi apresentado em evento no Palácio do Planalto.

No evento, o ministro Eduardo Pazuello destacou o programa e evitou falar sobre as negociações do ministério para a aquisição de um imunizante. O assunto foi abordado por ele em declaração à imprensa após a cerimônia. De acordo com o governo, serão investidos mais de R$ 300 milhões no novo programa, além de R$ 4,8 bilhões para o pagamento dos salários dos agentes.

(O programa) visa realmente ter precocidade na descoberta de doenças, que podem ser tratadas rapidamente e evita que elas se agravem. Essa é grande lógica desse programa, declarou Pazuello.

O ministro afirmou que o projeto tornará o sistema de saúde mais sustentável e diminuirá os custos de atendimento.


O SUS é uma ferramenta espetacular, nos dá capilaridade, nos dá acesso em todo o País e chegamos agora às casas das pessoas. Esse programa permite levar o SUS às casas das famílias, isso é um grande diferencial, acrescentou.

A secretária da Gestão do Trabalho e da Educação da Saúde, Mayra Pinheiro, informou na cerimônia que o programa deverá atingir 381 mil agentes, que serão capacitados durante 35 semanas. A iniciativa foi pensada em parceria com o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (CONASS) e é certificada pela Universidade Estadual de Minas Gerais.

O que se espera com esse curso é que em pouco tempo a gente tenha uma redução dramática dos indicadores negativos na atenção primária de saúde, disse.

ESTADÃO CONTEÚDO
Ministério da Saúde, em Brasília
Foto: Ministério da Saúde




 



 


Conteúdo relacionado:


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.