Jornal Nacional: Agentes de saúde acompanham por telefone pacientes isolados em casa com Covid - Conexão Notícia

Header Ads


Jornal Nacional: Agentes de saúde acompanham por telefone pacientes isolados em casa com Covid

Agentes de saúde acompanham, por telefone, pacientes com coronavírus —  Foto/Reprodução.

Jornal Nacional: Agentes de saúde acompanham por telefone pacientes isolados em casa com Covid
Publicado no Conexão Notícia em 27.dez.2020.  

Agentes de Saúde  Desde o início da pandemia, mais de 6,5 mil pessoas em isolamento domiciliar em Cuiabá já foram monitoradas. Dependendo da gravidade do caso, a enfermeira vai até o paciente.

Na capital de Mato Grosso, agentes de saúde vem acompanhando, por telefone, pacientes isolados em casa com o coronavírus.

No começo, Zenilda, de 50 anos, confundiu os sintomas, mas um deles ascendeu o alerta.

Pensei que estava com crise alérgica. Comecei espirrar, e dá uma tossezinha. No terceiro dia eu percebi que tinha perdido o olfato, conta a dona de casa Zenilda de Paula Lenk.

O atendimento da dona de casa foi feito pelo telefone. Ela fez o teste que confirmou a infecção por Covid, e ficou isolada, com quadro leve da doença. Pelo celular, uma enfermeira esclarecia dúvidas por texto, áudio e ligação.


É bom você ter ali uma pessoa que você possa contar. Que você pode estar entrando em contato, que possa estar te vigiando, te passa uma segurança. Recuperamos. Graças a Deus estamos bem, diz Zenilda.



Desde o início da pandemia, mais de 6,5 mil pessoas em isolamento domiciliar em Cuiabá já foram monitoradas. Neste mês, 107 pacientes estão recebendo este acompanhamento que nem sempre é só por celular. Dependendo da gravidade do caso, a enfermeira vai até o paciente.

Se o paciente tem comorbidades, idosos, o paciente de risco, tudo isso é considerado, nós damos a prioridade para visita domiciliar. Caso tenha alguma alteração no parâmetro de algum sinal vital verificado pela enfermeira, o médico é chamado e ele vai para fazer a avaliação médica mesmo e fazer os devidos encaminhamentos, explica a enfermeira Thainara Thaines.


O Mato Grosso viveu um colapso no sistema de saúde entre julho e agosto, com todas as UTIs para atendimento de pacientes cheias.

O estado conseguiu controlar a pandemia, mas a partir da segunda quinzena de dezembro, o número de casos vem subindo. Só neste mês, foram mais de 280 registros de morte.

O centro de triagem montado na Arena Pantanal, que atendia uma média diária de 600 pessoas, teve um aumento de mais de 30% nas consultas nos últimos dias.

Durante esta semana, a gente teve um pico de 868 atendimentos e, por isso, a gente disponibiliza isso durante o período de festas de fim de ano para que a população possa ter um atendimento integral na área da saúde.

Afirma a secretaria adjunta de Gestão Hospitalar, Caroline Dobes.


Jornal Nacional

Veja outras formas de doações, aqui!

Conteúdo relacionado:

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.