Header Ads


Defesa de direitos: Agentes comunitários e de combate às endemias do RN se preparam para a Primeira Greve Unificada de 2021

Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate às Endemias se preparam para uma grande Greve Unificada —  Foto/Reprodução/JASB.

Defesa de direitos: Agentes comunitários e de combate às endemias do RN se preparam para a Primeira Greve Unificada de 2021
Publicado no Conexão Notícia em 16.jan.2021.  

Agentes de Saúde | Segundo o sindicato da categoria, o SINDAS, a motivação para o que está sendo chamado de a Primeira Greve Unificada da categoria de 2021, tem várias causas.
São vários problemas enfrentados pelos servidores da Prefeitura de Caicó-RN, especialmente os que atuam na linha de frente contra a Covid -19, entre eles os agentes comunitários de saúde e agentes de combate às endemias. 

Aliado a falta de Equipamentos de Proteção Individual, falta de condições de trabalho, total ausência de cuidados com a saúde dos trabalhadores, outros problemas graves que podem acarretar a paralisação das atividades, tais como: pagamentos de direitos constitucionais (salário e terço de férias) e alguns previstos em lei local (gratificação do Previne Brasil e 40% de insalubridade).

Apesar de terem sido repassados os recursos que deveriam garantir o pagamento da gratificação de incentivo por desempenho de setembro a dezembro, o pagamento foi feito a uns e outros não. No caso dos agentes de saúde ninguém recebeu.

Outro pagamento indispensável a subsistência dos trabalhadores é o pagamento de dezembro de 2020, sem data e proposta concreta para ser adimplido na totalidade.


Em se tratando dos agentes de saúde, o pagamento de dezembro de 2020 poderá ser pago em duas vezes. Primeiro será pago os R$ 1.400,00 repassados em 31/12/2020, pelo Governo Federal, e o restante após o pagamento da folha de janeiro, se tiver recursos disponíveis.

A incerteza de datas concretas, aliados a insatisfação de quem não tem perspectiva de receber dezembro, fez os servidores optarem pela realização de assembleia na segunda feira (18/01), com indicativo de greve por tempo indeterminado.


Seguindo os ritos do direito de greve previsto em lei, o edital de convocação da assembleia foi publicado na Tribuna do Norte desse sábado e se aprovado o indicativo de greve na segunda feira, os servidores só poderão paralisar suas atividades 72h depois, portando no dia 22 de janeiro de 2021.


Já forma realizadas duas reuniões agendadas com Prefeito Judas Tadeu, uma no dia 19/01 e outra no dia 21/01.

É importante lembrar que todos esses problemas foram decorrentes da gestão desastrosa do ex-prefeito Batata.

Infelizmente o Prefeito atual herdou uma significativa herança maldita, mas terá que administrar. Isso porque quem deve aos servidores não é ele (o prefeito) é o Município de Caicó CNPJ nº 08.096.570/0001-39.

Esperamos os esforços conjuntos que veem sendo depreendidos por ambos os lados evitem a paralisação dos serviços. Se em último caos isso ocorrer, quero tranquilizar a população de Caicó quanto a manutenção dos serviços, porque será mantido um percentual de servidores trabalhando, comentou 
Cosmo Mariz, presidente do SINDAS.
.
Infelizmente essa situação não se limita apenas ao município de Caicó ou outros municípios do estado do Rio Grande do Note. Segundo informações recebida pelo JASB - Jornal dos Agentes de Saúde do Brasil a situação dos ACS/ACE é delicada em vários estados, inclusive, com possibilidade de demissões em massa, já que parte da categoria ainda possuem seus vínculos de trabalho preconizados. 
Em muitos outros casos, a categoria se depara com maus gestores, prefeitos oportunistas que, buscam tirar proveito desse momento de pandemia para desviar os recursos do Ministério da Saúde, não os repassando à categoria, exatamente como garante o direito.

Mesmo diante desse quadro, a categoria de ACS/ACE não pode baixar a cabeça, precisa reagir e lutar pelos seus direitos. Não podemos agir com medo, precisamos ter fé de que tudo dará certo, ainda que o cenário pareça desfavorável. Não podemos esquecer que ao longo de nossas vidas enfrentamos diversos desafios e, graças a Deus, vencemos todos eles. Agora não será diferente! A confiança de que os obstáculos serão superados, sem dúvida alguma, trata-se do primeiro passo para estabelecermos a vitória. As demais coisas serão consequência. O que não podemos permitir é que os maus gestores desviem o que é nosso, o que é fruto de nosso trabalho, disse Samuel Camêlo, editor do JASB.

JASB - Jornal dos Agentes de Saúde do  Brasil com informações de Cosmo Mariz.

Veja outras formas de doações, aqui!

Conteúdo relacionado:
Jornal Nacional: Agentes de saúde acompanham por telefone pacientes isolados com Covid

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.