Header Ads

Saúde de saúde: “Me senti rejeitada, mais nunca deixei de desenvolver meu papel de Agenda de Saúde...”

A Agente Comunitária de Saúde Celiene Leite fala do drama que viveu, durante a Pandemia. —  Foto/Reprodução.

Saúde de saúde: “Me senti rejeitada, mais nunca deixei de desenvolver meu papel de Agenda de Saúde...” 
Publicado no Conexão Notícia em 08.fev.2021.  

Agentes de Saúde A Agente Comunitária de Saúde (ACS), Celiene Leite, casada, mãe de três filhos, recebeu a primeira dose da vacina Oxford/AstraZeneca contra Covid-19, ao ser vacinada, a agente de saúde disse, ter ficado bastante emocionada ao receber o imunizante, e ao mesmo tempo passou um filme em sua mente, pois foi muito rejeitada no inicio da pandemia, ao desenvolver seu trabalho de visitação domiciliar.

Celiene Leite, é servidora publica da Secretaria Municipal de Saúde de Guamaré/RN, lotada na UBS – 5 em Salina da Cruz, onde sua área compreende a RN 401 no trecho das comunidade de Salina da Cruz e Ponta da Salina, Conjunto 120 e o conjunto da Caixa.

Solicitamos a retirada da mascara para um rápido click, para que todos pudessem conhecer mais uma guerreira da área de risco da Secretaria de Saúde de Guamaré. A recolocação da mascara foi imediata.

Segundo a Agente de Saúde num papo super descontraído, onde desenvolvia o seu trabalho de visitação, nos reportou o medo da crise sanitária, que no inicio se tinha poucas informações, a rejeição, e o descumprimento das recomendações por alguns munícipes de sua área.

Na comunidade de Salina da Cruz, área de atuação da ACS, foi onde os primeiros casos da Covid-19 iniciaram no município de Guamaré, fazendo com que a Agente de Saúde tivesse ainda mais dedicação, no trabalho de conscientização das famílias de sua área, com as medidas de prevenção; lavar as mãos com sabão neutro, usar álcool em gel e o 7o%, além do distanciamento social, relembrou Celiene.

A agente de saúde reportou que por diversas vezes encontrava pessoas, que tiveram o teste positivado nas ruas, onde por diversas vezes aconselhou que ficassem em casa e cumprissem as determinações medicas de isolamento.

Ainda em seu depoimento emocionado, Celiene nos contou que por diversas vezes servia de delivery, ia no comercio comprar mantimentos para as famílias positivadas com o COVID, para evitar de encontrar pessoas positivadas andando pelas ruas, o que no inicio do período critico ocorria, e procurava orientar as pessoas enfermas para seguir no isolamento social.

As redes sociais nessa hora a auxiliou enormemente, o whatsaap estava sempre ativo, atendendo as famílias de sua área, solicitando informações do medico da UBS, ou ate mesmo no encaminhamento de medicações.

Período Eleitoral
No período eleitoral a agente de Saúde nos reportou que ficou apreensiva, pois as recomendações da OMS, muitos esqueceram, já outros tentaram cumprir, relembrou, e nos afirmou. “Esse é um período difícil de segurar quem quer que seja em casa”.

Óbitos
O município de Guamaré já perdeu 23 pacientes para a COVID, segundo Celiene seu colega de profissão Edmilson Maqueiro, a marcou com sua luta pela vida. A agente de Saúde nos disse que, se solidariza com as das demais famílias que perderam seus entes queridos para essa terrível crise sanitária.

Vacina
Gratidão a Deus por ter recebido a primeira dose, pois quando cada dose dessa vacina é dada, é uma vida salva. Por isso, que é tão importante ser vacinada, por isso mi emocionei ao ser imunizada. relatou Celiene Leite ao ser vacinada.

Publicado no JASB - Jornal dos Agentes de Saúde do Brasil com informações de Guamaré News

Veja outras formas de doações, aqui!

Conteúdo relacionado:
Jornal Nacional: Agentes de saúde acompanham por telefone pacientes isolados com Covid

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.